Era uma vez um álbum chamado Rumours

Uma das minhas paixões musicais nesse momento é coisa das antigas como sempre: Rumours (Fleetwood Mac, 1977, Grammy de melhor álbum em 1978). Só tem uma faixa que odeio, a “Songbird”. Mas até essa vai acabar me pegando apesar de ser tão previsível.

Uma das minhas paixões musicais nesse momento é coisa das antigas como sempre: Rumours (Fleetwood Mac, 1977, Grammy de melhor álbum em 1978). Só tem uma faixa que odeio, a “Songbird”. Mas até essa vai acabar me pegando apesar de ser tão previsível.

O mais legal da estória é que a banda, nessa época, era composta de dois casais se separando e um cara de coração partido. Terreno pantanoso. Imagina ter de trabalhar com a fonte de sua tristeza?  Well, escreva sobre o assunto e faça um dos melhores álbuns de pop rock já feitos. Simples e genial.

Usabilidade

Quer mostrar que ainda ama mas não dá mais para ficar junto? Siga o exemplo do baterista Lindsey Buckingham que mandou Steve Nicks passear com “Go our own way”

Mas cuidado, a resposta pode vir a cavalo. Steve Nicks não perdeu tempo e respondeu com “Dreams”. Quem fala o que quer…

Só quer esquecer de vez os momentos incríveis que vocês passaram jogados na relva e seguir em frente, ouça “Don’t Stop”.

Mais alguma coisa?

Aqui ó.