Arte

O diabo, dependendo do caso, às vezes pode fazer coisas muito gentis #AllStevenson

By May 1, 2012 No Comments

Stevenson lutou contra a tuberculose durante praticamente toda sua vida. Morre aos 44 anos, em Samoa para onde fugiu em busca de uma cura. Essa condição, de incerteza e fragilidade da existência, é palpável em suas estórias pela vontade de ser outra pessoa (a cada personagem, é como se o autor e nós leitores vestíssemos um novo avatar) e pela necessidade de escapar (de um fantasma, de uma dívida, uma promessa, do demônio). Até ler O clube do suicídio, A estória do rapaz com as tortas de creme, sempre senti que Stevenson era a própria vítima de suas tragédias. Mas, este trechchinho me fez mudar um tantinho a perspectiva.

The devil, depend upon it, can sometimes do a very gentlemanly thing


“Why, is this not odd,” broke out Geraldine, giving a look to Prince Florizel, “that we three fellows should have met by the merest accident in so large a wilderness as London, and should be so nearly in the same condition?”
“How?” cried the young man. “Are you, too, ruined? Is this supper a folly like my cream tarts? Has the devil brought three of his own together for a last carouse?
The devil, depend upon it, can sometimes do a very gentlemanly thing,” returned Prince Florizel; “and I am so much touched by this coincidence, that, although we are not entirely in the same case, I am going to put an end to the disparity. Let your heroic treatment of the last cream tarts be my example.”

Pois é, dizem que a maior habilidade que o diabo tem é fazer com que as pessoas desacreditarem nele. Na obra de Stevenson praticamente não se percebe sua presença. Antes da vítima, existe o autor malvado (malvadão) que nos coloca no meio de uma sala escura com apenas uma vela a tremular (O ladrão de cadáveres).

Coincidência (ou não) deixo você com esse oléo sobre tela de Van Gogh. A data é 1888, exatamente 10 anos após a primeira aparição de O clube do Suicído, segundo a Wikipédia.

Charô Nunes

Esses são textos de Charô Nunes, publicados em diversos blogs desde 2008, quando se inicia sua trajetória rumo à escrita e à intelectualidade. Alguns são textos inacabados, que serão publicados sem qualquer revisão ou adição.

Leave a Reply