Tag

Audiovisual

Entrevista com Gabriela Watson Aurazo, autora de Flores de Baobá

By Uncategorized No Comments

Flores de Baobá mescla a linguagem poética e observacional ao acompanhar a trajetória de duas educadoras: Nyanza Bandele na Filadélfia e Priscila Dias em São Paulo. A cineasta, Gabriela Watson Aurazo realiza uma jornada a fim de estabelecer conexões entre as comunidades negras da Diáspora Africana no Brasil e Estados Unidos. Sob uma perspectiva feminina, o documentário pretende abordar as semelhanças entre as mulheres negras e a luta de cada local para alcançar a igualdade na educação. Por que comunidades periféricas onde reside a maior parte da população negra apresentam uma enorme desigualdade ao acesso à educação de qualidade? Podemos construir uma escola que valorize nossa ancestralidade africana? Qual é a importância das mulheres negras como educadoras em nossas comunidades? Estas são algumas das questões exploradas em Flores de Baobá. Entrevistamos Gabriela e suas respostas reveladoras mostram a luta por construir sonhos possíveis. Confere! Adoraríamos saber mais sobre Gabriela Watson Aurazo. Quais eram seus sonhos de infância por exemplo? Quando penso nos meus sonhos de criança, lembro que gostava muito de dança, música e esportes. Na primeira infância sonhava em ser ginasta e me inspirava na Nadia Comanesci, não conhecia nenhuma ginasta negra. Quando comecei a praticar vôlei e basquete…

Read More

Esquenta da Mostra: o Não de Pablo Larrain

By Arte No Comments

Há alguns anos atrás assisti ao filme E sua mãe também e logo em seguida comecei a me apelidar como A charolastra, como muitos jovens de então. O road movie apresentando um triângulo amoroso entre dois rapazes que estão deixando a adolescência e uma mulher madura envolvida num emaranhado de traição e morte foi um tremendo sucesso de público. Foi assim que Gael Garcia Bernal se tornou conhecido do público brasileiro. Passados mais de dez anos, o charolastra cresceu e estrela um dos favoritos ao Oscar de filme estrangeiro, prometendo ser um concorrente difícil de bater pelo O palhaço de Selton Mello. Não de Pablo Larrain faz parte de trilogia Pinochet ao lado de Tony Manero e Post Mortem. Conta a estória da consulta popular feita no Chile em 1988 para decidir se o ditador permaneceria no poder. A disputa foi apertada: 55% da população diz que não a Pinochet. O protagonista é um publicitário que acredita ser possível depor o ditador com as mesmas estratégias usadas para vender uma bebida. Sua mulher, ativista, evidencia o significado essa vitória: a política se torna um produto. Nada que não estejamos acostumados a testemunhar nas disputas municipais ou na dança das cadeiras da…

Read More

Monstrumanidade no Cinusp, um ótimo esquenta para a Mostra

By Arte No Comments

Nós seres mortais aspirantes a cinéfilos podemos morrer felizes nessa época do ano. Para aqueles que adoram um esquenta animado nos dias que antecedem a Mostra de Cinema, o momento é agora. O Cinusp apresenta a Mostra Monstrumanidade, só com filmão e sem obviedades. E mais, é tudo de grátis. Os grandes destaques, entre destaques, são O bebê de Rosemary, A fita Branca,  Homem Elefante e  O vampiro de Dusseldorf, meu favorito por conta a atuação de Peter Lorre. O que é um monstro? É tudo aquilo que se opõe à Humanidade? É o Mal extremo materializado em criaturas gigantes, deformadas e com poder absoluto de destruição? O que ocorre quando a criatura é o próprio homem? Nesse contexto, buscando questionar o conceito mais usual de “monstruosidade”, apresentando o que há de humano no comportamento de criaturas monstruosas e o que há de monstruoso no comportamento dos humanos, o CINUSP Paulo Emílio apresenta a mostra de cinema MONSTRUMANIDADE, reunindo longas-metragens de diversos gêneros (drama, ficção científica, terror, fantasia) que abordam esses conceitos, personagens e situações. Você confere toda a programação no site do Cinusp.

Read More

Habemus 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

By Arte No Comments

Essa é uma época especial do ano que sempre aguardo com muita ansiedade. Felizmente habemus a 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo! O mote são os filmes e as polaroides (que ilustram a imagem do header) do cineasta russo Andrei Tarkóvski que faria 80 anos em 2012. A Cosac Naif lancará o livro Tarkóvski: Instantâneos e haverá duas exposições, uma delas no Masp com 80 imagens (Luz Instantânea) e no Cinesesc (O espelho de memórias).Tudo idealizado por Renata Lima que, na ausência de Leon Cakoff, realiza e decide tudo. Não sem deixar claro que a mostra é como “nasce e morre todo ano” que precisa ser economicamente viável para existir. Durante o ano são 5 pessoas que mantem a chama acesa. Agora, perto do início do evento, a equipe cresce para 50 pessoas.  E ainda é pouca gente, vamos combinar. E mais, quase que tudo começa sem festa de abertura, uma tradição da mostra. A prioridade para Renata éo encerramento com a projeção ao ar livre de cópia restaurada do filme Nosferatu (a exemplo da clássica apresentação de Metrópolis) para 12 mil pessoas no Parque Ibirapuera em comemoração ao 90º aniversário da película. Com direito à trilha sonora interpretada ao vivo por orquestra e coro. Outro trunfo será a exibição de Lawrence da Arábia (1962)…

Read More

Festival Ingmar Bergman no @canalfutura

By Arte No Comments

Não é segredo que eu amo o cinema de Bergman. Outro dia, sem saber, acabei revendo Morangos Silvestres no Canal Futura que está exibindo o Festival Ingmar Bergman no Cine Conhecimento. Tem como não amar? Todos os files estão mais que recomendados. Para mim só falta ver o último. 05/10 – Morangos Silvestres Um médico sonha com a morte e toma a decisão de viajar de carro para receber um prêmio pelos cinquenta anos de carreira. Durante a viagem, ele resgata lembranças de sua vida, desde a infância até aquele momento. Porque é preciso ver? O ator principal é Victor Sjöström, cineasta que influenciou Bergman, conhecido por Korkalen (A carruagem fantasma) que é citada no começo do filme. É um filme que pode ser considerado como um dos mais importantes na construção da identidade bergmaniana. 12/10 – A Fonte da Donzela Uma jovem de 15 anos é estuprada e morta quando seus pais, cristãos fervorosos, a encarregam de levar velas à igreja do vilarejo. Os assassinos, sem saber, buscam abrigo na casa dos pais, que só pensam em vingança. Porque é preciso ver? Max Von Sidow estrela o filme. A fotografia é imperdível. 19/10 – Persona Uma atriz de sucesso sofre uma…

Read More